segunda-feira, 11 de julho de 2011

Aline Barros na Contigo Online como TOP NOTÍCIA

EXCLUSIVO: ''Considerei a recuperação da voz em tempo recorde um milagre'', diz a cantora evangélica Aline Barros

Grávida de cinco meses, cantora está ansiosa para a chegada de Maria Catherine, irmã de Nicolas 8 anos

Independente da religião, não há como negar o sucesso de Aline Barros. Ela ultrapassou as fronteiras da música gospel e arrasta multidões para seus shows. Reconhecida internacionalmente, a cantora foi a primeira evangélica brasileira a ganhar o Grammy Latino em 2004. Indicada outras quatro vezes, também ficou com o prêmio nos anos de 2006 e 2007.Aos 34 anos, Aline possui 20 anos de carreira com 23 álbuns gravados. Carioca, é formada em Biologia Marinha pela UFRJ, casada com o atleta de Cristo Gilmar Santos e mãe do pequeno Nicolas, de oito anos. Grávida, ela confessa estar radiante com a chegada da primeira filha, Maria, que nascerá em outubro, o mesmo mês que a cantora completa 35 anos. Em conversa exclusiva com Contigo! Online. Aline Barros fala o que acha da modernização das igrejas evangélicas, de casamento, sucesso e relembra um dos momentos mais difíceis de sua vida, quando praticamente perdeu a voz e ficou ameaçada de interromper seu trabalho. “Fiquei sem chão, passava muitas noites chorando, mas foi aí que senti verdadeiramente o amor de Deus, ele cuidou de mim. Considerei a recuperação da voz em tempo recorde um milagre”, fala.


Contigo! Online: Você é uma das cantoras mais requisitas da música gospel. Como concilia seu lado profissional e sua família?
Aline Barros: Realmente, a minha agenda não é uma coisa muito simples e muito fácil de lidar, de organizar, mas com sabedoria a gente consegue fazer com que todos os detalhes sejam valorizados. Tudo aquilo que considero importante na minha vida, especial na minha vida, tento aproveitar de uma forma única e especial. Tenho tempo para cuidar do meu filho, do meu marido, da minha vida profissional, da minha vida ativa dentro da igreja. Então, embora seja uma agenda cheia de compromissos, cheia de atividades, com várias coisas importantes, graças a Deus, tenho sido bem sucedida em todas as aéreas.

Contigo! Online: Um casamento duradouro no meio artístico é raro hoje em dia. Além do amor, o que você acha que fortifica seu relacionamento?

AB: Eu não entendo nada de engenharia, mas tem uma coisa eu tenho certeza, quando nós construímos a nossa casa na rocha, e não sobre a areia, poderão vir os ventos, as tempestades e ela certamente continuará de pé porque seus fundamentos, suas estruturas estão sobre a rocha. Isso é o que a Bíblia tem me ensinado, o meu relacionamento é fortalecido porque foi construído e tem sido solidificado sobre essa rocha que é Jesus Cristo. Então, tudo flui com mais facilidade, a gente aprende a perdoar, a honrar, a respeitar, a amar e a pedir perdão. É tão lindo quando isso é construído, não somente depois de um casamento, mas até mesmo antes, no período de namoro, no qual você está conhecendo aquela pessoa com quem você vai fazer uma aliança eterna. Esse é um momento especial e importante para começar a construir essa base, fundamentar esse relacionamento sobre os princípios de uma palavra que vai reger a sua vida, a sua história e o seu casamento futuramente, a sua vida a dois, vocês vão sonhar juntos, vocês vão conquistar juntos, vocês vão crescer juntos, vocês vão passar por problemas juntos e sair vencedores.

Contigo! Online: Você, como pastora, também é uma orientadora. Qual conselho você daria para uma mulher que estivesse em crise conjugal?
AB: O meu conselho é que realmente ela não desista porque o que me vem à memória é justamente isso: o primeiro milagre que Jesus realiza é dentro de um casamento, isso para que possamos perceber o quanto é importante, quanto Deus valoriza a família. Não vamos desistir de amar, não vamos desistir de reconstruir a nossa família, vamos trazer de volta Jesus para dentro da nossa casa e certamente a história será mudada, vai ser diferente, a história vai ser muito melhor do que era no início. Então, esse é o meu conselho para todas as pessoas que estão passando por momentos difíceis. Os momentos difíceis podem chegar em qualquer casamento, em qualquer família, mas se a sua base for forte, tudo passará.

Contigo! Online: Como foi o problema que passou com a sua voz no passado? Por que aconteceu?

AB: Realmente tive um problema um pouco antes de ganhar o Nicolas. Há mais ou menos uns oito anos, comecei a apresentar alguns problemas na minha voz e logo depois que o Nicolas nasceu fiquei praticamente sem voz. Apenas com 5% dela. As palavras que eu recebia dos médicos era as de que eu praticamente teria que parar de cantar porque eu mal estava falando. Me deram o prazo de seis meses para recuperar a minha voz e tudo aquilo me tirou o chão. As palavras vêm com muita força em nossa direção e o medo começa de certa forma a dominar a nossa mente e a nossa vida. E naquele momento difícil pude sentir verdadeiramente o amor de Deus de uma forma muito especial sobre a minha vida. Muitas noites passei chorando, preocupada, mas junto com meu marido pude lembrar do cuidado de Deus.

Me senti cuidada, amparada, abraçada, que não tinha sido esquecida, estava passando por uma situação muito difícil que marcou a minha história, mas esse momento serviu para que eu pudesse aprender, amadurecer, crescer, fortalecer a minha fé e superar os meus limites.Confiando em Deus, tive praticamente num tempo recorde de 1 mês a minha voz completamente restaurada. Isso pra mim é um milagre. Os médicos ficaram muito impressionados. Haviam dado um prazo de 6 meses e em apenas 1 mês já estava com minha voz restaurada 100%. Nesse período estava gravando o CD Fruto Desse Amor. Fiz com muita dificuldade e vi Deus honrando a minha vida, foi com esse trabalho que ganhei meu primeiro Grammy Latino, em 2004. Foi um presente de Deus pra mim.

Contigo! Online: Várias vertentes da igreja evangélica se modernizaram ou podemos falar que se adequaram com os tempos modernos. Algumas aceitam o casamento gay. Você concorda?

AB: Olha a igreja pode até se tornar uma igreja moderna, atual e ficar integrada com tudo que está acontecendo, como o crescimento tecnológico. Pode ser uma igreja atual, ser moderna, mas os fundamentos da palavra de Deus, nos quais nos baseamos e firmamos a nossa vida e caminhamos, não mudam, não se atualizam e nem se tornam modernos, eles são sempre os mesmos porque a palavra de Deus não muda. O que eu concordo é com os princípios da palavra de Deus, esses sim são valorosos pra mim, esses sim eu não abro mão. É isso que eu vivo, é isso que eu prego e eu acredito.

Contigo! Online: Como é a Aline Barros como mãe? Você é durona na educação, verifica o dever de casa? Como está à expectativa para a chegada de mais um na família?

AB: Aline Barros como mãe? Considero-me uma mãezona! Amo ser mãe! Sou uma mãe extremamente consciente do meu dever, da minha missão. Tudo o que eu faço, faço com amor. Da minha parte sempre vai haver essa dedicação e esse empenho em passar para ele aquilo que eu acho que é correto. Os princípios, os valores, a minha vida, principalmente como testemunho para ele também é importantíssimo, eu preciso ser referência para o meu filho.Se você vive aquilo que você fala tocará muito forte ao coração do seu filho, e para nós é uma alegria poder ver o Nicolas com oito anos entendendo e abraçando aquilo que a gente têm ensinado. O Nicolas tem assimilado aquilo que temos passado de uma forma muito especial.

Sempre falo para o Nicolas que o nosso maior tesouro é a palavra de Deus. Que não podemos deixar os valores se perderem ao longo dos anos, dentro de uma família, o respeito com os pais, a honra, a obediência, a verdade, ser um homem de caráter, de palavra... Passo tudo isso para o Nicolas saber lidar com as situações da vida, no momento que precisamos corrigir, vamos corrigir sim, com amor, não com ódio, com raiva. Filho é um presente que Deus nos dá e que precisamos conduzi-los para tomar decisões acertadas, baseadas na palavra. Amanhã, certamente, serão homens, mulheres, uma geração bem sucedida, uma geração que vai conquistar, sonhar e acreditar nos seus sonhos e não desistir deles. Estou grávida de mais um baby, agora vem uma menina que se chamará Maria Catherine. Ela já é uma princesa, assim como o Nicolas é um príncipe, chegará em outubro para alegrar ainda mais a nossa casa, a nossa família. Estamos felizes! Um casalzinho é tudo de bom.

Contigo! Online: Você sofreu algum preconceito por ser uma cantora gospel? Acha que esse tipo de música ainda sofre preconceito?

AB: O que percebo é que ao longo dos anos a música gospel tem conquistado um espaço muito grande, muitos tabus têm sido quebrados ao longo desses anos. Particularmente, sempre fui muito respeitada, as pessoas que curtem um trabalho independentemente da religião, gostam de mim, daquilo que faço, pela verdade que passo, pela verdade da mensagem que falo, fora do meio evangélico graças a Deus, tenho o respeito das pessoas. Então, pra mim é muito bom chegar num lugar e ver pessoas de diversas religiões, pessoas que estão abertas a essa mensagem de esperança de alegria, receberem com a sua mente com seu coração abertos.

Acho que a música gospel, a cada dia que passa, tem se posicionado de uma forma muito especial, tem conquistado seu espaço na mídia, no coração das pessoas, principalmente aqui... o brasileiro é um povo muito aberto, é um povo que tem desejado cada dia mais ouvir algo diferenciado nesse tempo. É tão bom cantar para pessoas algo que vai mover o coração delas, a impulsionar o coração delas a sonhar novamente, a trazer de volta essa alegria que não existia mais, não falar de problemas, mas falar de solução, eu acho que é isso que o povo precisa e é isso que o povo espera. Sou uma pessoa que ama os desafios. Acho que fui uma das pioneiras e nunca tive medo. A minha vida é assim. Acho que a gente sonha com esses desafios, com essas oportunidades e quando eles surgem colocamos o pé mesmo e vamos em frente. Certamente Deus vai abençoar!


5 comentários:

Julia disse...

aline te amo vc é linda de mais

Sergio H S Christino disse...

Como saber o tempo certo de Deus?

Para entendermos o tempo certo de Deus,
precisamos sentir a sua paz nas
decisões que iremos tomar
Aquela paz retratada em:
Filipenses 4.7, que excede
todo nosso entendimento.
Esperar no tempo certo de Deus
também significa renúncia e santificação.
Quando nos entregamos totalmente ao Senhor,
Ele passa a ser o dono exclusivo do nosso tempo.
No Silêncio Deus trabalha,
no Silêncio Deus molda nosso caráter.
Espere pacientemente no SENHOR
Que a Glória de Deus Repouse sobre ti...

Deus te abençõe!!!!!

Missionário Sergio Christino

ginho disse...

aline, você não vai ficar velha, não?! só eu que fico! abraços!!!!!!!!

ginho disse...

aline eu era apenas filho de crente ,depois crente,depois espirita kardecista agora sou ateu.você acredita em vida depois da morte?!!eu,sei que na vida existe a morte mas que na morte existe a vida......como provar?! só po fé! nã dá! abraços pra você e o gilmar.jogou no meu fogão!

THAIS YUANE disse...

SEMPRE TIVE VOCÊ COMO ESPELHO PARA MIM ALINE MEU NOME É THAIS YUANE E SEMPRE TIVE UM DESEJO MUITO GRANDE DE CONHECER VOCÊ, VOU FAZER 15 ANOS NO DIA 20 DE MARÇO E SEMPRE ESCUTEI AS SUAS MUSICAS MUITAS VEZES EU FICO TRISTE PORQUE A MAIORIA DOS SEUS SHOWS SÃO LONGE DAQUI MAIS SE UM DIA VOCÊ FIZER UM SHOW AQUI EM CANDEIAS-BA EU VOU COM MUITO ORGULHO

Postar um comentário